quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A taxa de juros absurda praticada no Brasil

O Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco resumiu em cinco pontos por que o Copom deverá manter na reunião desta semana a Selic nos atuais 8,75% ao ano:

1) Os juros reais estão abaixo do neutro?
2) A política econômica como um todo está expansionista?
3) O canal de transmissão da política monetária via crédito doméstico, com ênfase nas pessoas físicas, está operando quase que normalmente?
4) A economia mundial deverá seguir se recuperando nos próximos trimestres?
5) Em sua última ata, o Banco Central já manifestava a intenção de parar de cortar os juros?

Os economistas do banco acrescentam que um argumento que poderia ser usado para uma queda adicional dos juros é o fato de que a inflação medida pelo IPCA seguirá abaixo da meta até meados do próximo ano. Mas, contrapõem o banco, o conjunto de estímulos já feitos à economia e a defasagem com a qual se observam os efeitos dos juros na atividade e na inflação sugerem que a pausa no corte de juros ocorra já.

Ta na cara que é desculpa, esfarrapada, nada justifica a prática de taxas de juros das maiores do planeta. Só quem ganha é o sistema financeiro porque a dívida pública cresce e o Brasil perde. Tem mais, com a taxa básica de juros em 8,75% a.a. como podem os bancos cobrarem no super cheque uma taxa média de 9,090 % ao mês e absurdos 188,220 % ao ano?

E os juros pra lá de abusivos, com taxa de 400% ao ano, dos cartões de crédito?

Isso se chama injustiça social! É exploração do trabalhador que ganha dinheiro suado e, por culpa dos impostos estratosféricos, é obrigado todo mês a entrar no cheque especial e comprar bens usando o crediário.

O país 'cresce', os bancos se fortalecem e o povo mingua, até quando?

Cadê aquele PT socialista que era contra a exploração dos trabalhadores pelas instituições finaceiras? Também não sei, mas sinto saudades, por isso resolvi, vou me filiar ao PV. Marina 2010!! só ela pode salvar da pobreza perene e da ignorância cultural o povo deste país. Vamos resgatar o Brasil das mãos dos banqueiros e dos coronéis!

Nenhum comentário: