quinta-feira, 9 de junho de 2011

SOS Rio de Janeiro

Charge de Aroeira, publicada no jornal O Dia (07/06)
Hoje recebi de uma amiga, através do Facebook, um texto publicado no Blog do Garotinho, ex-governador e atual deputado federal, na postagem ele fala sobre a greve dos bombeiros, seus atuais desdobramentos e o dilema pelo qual passa o governador Sérgio Cabral. Não sou eleitor nem lá muito fã do Garotinho, entretanto acho que a Clarissa, filha dele, está fazendo um bom trabalho como deputada.

Não sou hipócrita, demagogia e populismo enxergo de longe e não me enganam. Quando uma pessoa acerta através da verdade, livres de preconceito, devemos apoiar. O interesse pelo bem comum, a fraternidade, deve vir em primeiro lugar. Como algumas palavras de Anthony Garotinho parecem refletir a verdade sobre o momento, resolvi fazer um comentário que acabou se transformando nesta postagem.

Realmente os salários estão defasados, e não é só no setor público! No setor privado também. Com a supervalorização dos imóveis na cidade, custo de vida alto, inflação, juros, serviços a preços inflados, o fato é que o carioca está ganhando mal em todas as profissões. A maioria das pessoas não consegue chegar ao final do mês sem entrar no cheque especial, ou usar cartões de crédito.

Agora precisamos chegar todos a um acordo, ano que vem teremos eleições municipais, se a população de bem se mobilizar podemos operar uma mudança. Sabemos que a cidade tem mais recursos que o estado e que um prefeito de oposição ao governo estadual pode mudar totalmente o atual cenário, de domínio de um grupo que tomou conta do estado.

Acho que o caminho é a mudança sustentável, do capital humano que elegemos para gerir nossa cidade, nosso estado. 2012 nos dará uma chance de promover esta mudança. Como? Simples, elegendo gente nova, com currículo bom, bons antecedentes. Se para qualquer concurso se exige formação, devemos também avaliar as pessoas as quais confiamos nosso voto.

Um político deve ter bom grau de instrução e precisamos eleger representantes que dêem conta do recado. Temos que eleger profissionais de Ciências Agrárias, Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Exatas e Tecnológicas, Ciências Humanas e Sociais, todos comprometidos com o meio-ambiente e a qualidade de vida da população. Formar um time de cabeças que pensem no interesse da população e não apenas no interesse público, da máquina pública.

Os bombeiros ganham pouco e não é a única classe que está sendo mal remunerada, policiais, professores, profissionais de saúde... enfim, todo funcionalismo público, a exceção do primeiro escalão, tem salários que não sustentam uma família numa cidade que tem um custo de vida alto como no Rio de Janeiro.

Acho que o governo erra ao permitir que toda especulação ligada a grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas, não seja sustentável. Da mesma forma que o dinheiro entra, também sai, sem ser revertido no benefício comum da população.

Criticaram tanto a Cidade da Música do César Maia e fazem obras faraônicas, que podem ter sua necessidade facilmente contestada pelo bom senso, mas a maioria continua morando em favelas, pagando aluguel. Falam em justiça social mas sufocam a classe media para que pague a conta destes monumentos ao século XX, que na verdade fazem parte apenas do circo.

Quantas casas populares , conjuntos habitacionais, escolas e hospitais poderiam ser construídos com os bilhões investidos na Cidade da Música, Maracanã, Cais do Porto, Sambódromo...? Será que estes eventos e suas grandes pirâmides vão render mesmo pra cidade, pro cidadão ou vão apenas engordar as contas bancárias de uns poucos?

Penso que está mais do que na hora de dar uma chance aos partidos pequenos. Promover uma onda que lave a alma e o solo do nosso amado Rio de Janeiro. Escolher políticos realmente bons para votar, escolher não pela musiqueta ou pela propaganda de TV, mas pelo currículo, como se estivéssemos contratando funcionários para cuidar das nossas vidas, o que é fato.

Eu, particularmente acredito no PV e meu voto no momento está verde. Sinal verde para a mudança. Entretanto nada impede que eu vote em um bom e equilibrado político do PSOL, ou do Libertários, ou até do Partido Pirata... quem sabe atá não paparece um 'Partido dos Bombeiros' - pra apagar esta fogueira de vaidades, intrigas e denúncias da política carioca, fluminense e brasileira - mas votar em PMDB, PSDB, PT, DEM, PSD, PDT... á meu amigo, minha amiga, ao menos aqui no Rio de Janeiro não contem com o meu voto. Esse povo já está no poder há muito tempo e nada muda, só para pior. Está na hora de mudar!

Abraços sustentáveis!

VEJA TAMBÉM O VÍDEO, FEITO POR ARTISTAS, EM APOIO AOS BOMBEIROS DO RIO:

Um comentário:

Li Araújo disse...

Prezado Ronald,
Amei o artigo e não há o que acrescentar. Politicamente, não acredito em mais nada, " o homem não foi feito para governar outro homem", e sinceramente, vc poderá até rir, mas eu acredito no Reino, que Jesus fala na oração modelo " O Pai Nosso", e espero que este reino venha logo, este mundo está injusto demais para vivermos! Saudações Florestais amigo!