quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Sacola de supermercado vs. saco de lixo





Há tempos quero colocar minha opinião sobre os sacos plásticos, de supermercado, de lojas, de lixo, mas até agora não tinha aparecido a oportunidade ideal.

A controvérsia e a polêmica sobre o assunto é grande, principalmente em se tratando do material midiático - a respeito do assunto - que é divulgado regularmente pela indústria do plástico, pela mídia comercial, comércio em geral e ecologistas...

Segundo pesquisa apresentada há pouco, na TV, em matéria exibida pelo Jornal Hoje - pra justificar leis que proíbem o uso destas sacolinhas pelos supermercados -; consumimos, em média, 67 sacolas plásticas ao mês. Penso que 67 sacolas plásticas, de supermercado, ao mês, é igual a 67 sacos de lixo ao mês.

Quem não reutiliza a sacolinha plástica, de supermercado, como saco de lixo? Existe como descartar lixo sem sacos plásticos? Então, qual saco plástico é menos agressivo ao meio ambiente, o de lixo ou a de supermercado?

Querem ganhar mais dinheiro as suas custas e ainda usam o 'ecologicamente correto' como argumento. E mais: quando você usa caixas de papelão, jornal ou sacolas reutilizáveis, para acondicionar alimentos comprados no supermercado, corre o risco de contaminação dos alimentos. 


As caixas de papelão oferecidas pelos supermercados, muitas vezes, foram usadas para acondicionar produtos deterioráveis, produtos químicos... O jornal é produzido, dobrado e largado no chão, em frente a sua porta, sem nenhuma higiene. Sacolas reutilizáveis, se não forem higienizadas, num processo que consome água e produtos sanitários, tornam-se verdadeiros táxis de microrganismos, como bactérias e protozoários.

A sacolinha plástica, além de mais higiênica, é um subtituto mais em conta para os sacos de lixo, e já está embutida no preço final de suas compras, agora querem vender as mesmas sacolas nas prateleiras, cobrando a mais por isso, igual já é feito com os caríssimos sacos de lixo. 

Os defensores da indústria dos sacos de lixo dizem que estes usam mais plástico porque são mais resistentes e que são feitos de material reciclado, enquanto a sacola plástica, além de poder furar e vazar líquidos, é de plástico virgem... mas no final tudo é plástico e, vai tudo, de forma igual, pro aterro sanitário. Ao menos que eu saiba ainda não criaram mecanismos para se dispensar lixo, seja ele orgânico ou reciclável, que dispense os controversos sacos plásticos.

Usar sacola de supermercado como saco de lixo é reutilizar! Não se deixe levar por lobby que pretende apenas favorecer corporações usando sua consciência ecológica como armadilha, não se deixe levar por engodo!

Reutilize, Reduza, Recicle, mas faça você mesmo sua cabeça, forme você mesmo sua consciência, não dê bola pra mídia de massa, ela é comercial e não se preocupa com você, se preocupa exclusivamente com o lucro que obtém fazendo a cabeça de seus cativos. Saia da caverna! O Sol está brilhando lá fora!

p.s.: Quando escrevi este post também enviei para o Observatório da Imprensa, que publicou em 31/01/2012, na edição 679: A polêmica sobre os sacos plásticos

5 comentários:

Anônimo disse...

Aqui em Ribeirão Preto já "sofemos" sem as sacolas de supermercado faz um certo tempo . Não compro as oferecidas por 0,19 ... Tenho as minhas de "pano" ou temos que colocar em caixas de papelão no supermercado e depois arrumar os produtos em casa .
Maior trabalhão !!! ... Os caixas ficam embolados de coisas e gente ...
Mais roubalheira prá cima dos brasileiros ...
Tudo conversa fiada ...
Tantos produtos são embalados em saquinhos de plástico ... pães ...doces ... biscoitos ... etc ... e aí ?

Anônimo disse...

Compartilho do seu pensamento, Ronald. E uso sacola ecológica de modo a reduzir e tornar consciente o meu consumo de sacolas de plástico, a minha REAL necessidade delas. Uma das maiores, dentre as tantas preocupações que me afligem quanto a isso, é quando estas sacolas são descartadas na praia. A maré sobe e as recolhe, e as tartarugas marinhas, que se alimentam das águas-vivas, comem as sacolas assim confundidas. Morrem asfixiadas... Outros seres com semelhante 'dieta' também são agredidos assim. A questão é a previsão através do cuidado com o que estamos agredindo e matando. A questão é a reciclagem, a reutilização feita pela utilização na necessidade consciente, real, para então uma atitude amorosa, adequada ao devido e correto descarte.

Anônimo disse...

Antigamente (pareço uma velha, rs) as nossas mães usavam jornal pra embrulhar o lixo ...

Vida Vegana disse...

Que texto mais reaçionário.
Sou bióloga e o uso da sacola plástica, mesmo reutilizada é nocivo pois afeta animais marinhos que comem pedaços que acabam indo para o mar, ou acabam sufocados nelas. O saco de lixo comum é feito de outro material e sofre ação do caminhão de lixo, tornando um pouco mais seguro.
Eu também reutilizo sacolas plásticas, mas sei que é melhor evitar. Plástico virgem é muito mais caro ao ambiente e à economia do que o reciclado. E as sacolas de pano não são 'taxis' de bactérias. As bactérias de alimentos duram pouco tempo no ar e no tecido. Se fosse assim, depósito de supermercado seria limpo, e todos nós 'pensantes' sabemos que é um lugar sujo cheio de baratas. Lavamos os alimentos quando chegamos em casa e lavamos a sacola de pano e até hoje ninguém morreu por isso.
Usar caixas de papelão para produtos com embalagens resistentes e produtos de limpeza não tem nada de mais. Sou a favor da cobrança pelas sacolinhas. Elas já são cobradas nos preços das gôndolas, mas as pessoas acham que a sacola é grátis. Mentalidade do brasileiro...

Ronald Sanson Stresser Junior disse...

Não sei porque reacionário 'Vida Vegana'... reacionários, em minha ótica, são as pessoas que decretam este tipo de lei, que, como você mesma disse, nos vai faze pagar pelo que já está embutido no preço dos produtos que estão nas gôndolas do supermercado. Sei da ameaça que os sacos plásticos representam à vida marinha e por isso sempre que vou a praia e vejo sacos plásticos os recolho e levo até as lixeiras apropriadas. Se eu for usar sacola de pano vou precisar de muitas, porque faço compras duas ou três vezes ao mês e em quantidade, no mais terei que comprar os caríssimos e pesados sacos de lixo pra dispensar meu lixo doméstico (o condomínio onde moro não permite que se dispense lixo embrulhado em jornal), então continuo não vendo vantagem em mais esta lei... deveria sim é haver uma lei que estipulasse uma distância mínima de (digamos) 10 quilômetros dos aterros sanitários para a linha costeira, evitando assim a contaminação do mar por sacos, sacolas, saquinho e toda espécie de plástico. Você não é brasileira? Nossa mentalidade é a mesma, você mesma confessa que reutiliza sacolas plásticas, então porque pagar a mais por elas? Só vejo vantagem aí pra indústria e pros supermercados, pro consumidor e pro meio-ambiente pouco ou nada muda. Abraços sustentáveis!