sexta-feira, 29 de junho de 2012

Forme opinião, seja você a sua própria mídia

Informe-se sobre a situação do mundo hoje, não feche seus olhos e ouvidos para as coisas que não se encaixam com o mundinho açucarado do consumismo agradável. O mundo real é similar ao que mostram para você em superproduções midiáticas, é assim para te confundir, mas a realidade pouco ou nada tem a ver com estes produtos. O monomito se repete desde a Grécia antiga...

Quando buscar entretenimento, busque interatividade, experimente ler um livro, um texto e formar você mesm@ as imagens em sua mente. Liberte-se dos padrões de consumo insustentável e de conteúdo que ao invés de te acrescentar alguma coisa apenas quer te vender algo. Para que viver em um mundo de sombras se tudo é luz?

Saia da caverna, a luz está brilhado lá fora!

Na questão da informação, editores simplesmente vetam conteúdo que não é de interesse comercial que seja divulgado, criando uma realidade clipada apenas com temas que considerem relevantes ao clima desejado. Quem se atém apenas ao clipes de notícia divulgados por veículos comerciais pode não perceber a repetição da notícia de pouca importância, enquanto assuntos de interesse público são descartados.

Torne-se bem informad@ sobre assuntos importantes, seja um recurso intelectual valioso para a sua família e para sua comunidade. Não rejeite informação apenas porque ela eventualmente pode fazer você se sentir desconfortável. Leia mais, estude, pesquise, fuce na internet atrás do conhecimento e dos fatos. Desafie seus próprios pensamentos, forme sua própria rede de informação, sua própria agencia de notícias, sua própria opinião.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

#OcupaRio :: Os 10 dias de #OCUPAdosPOVOS :: Vídeos



Entre 14 e 23 de junho, a Ocupa dos Povos criou um território livre do controle público e privado da cidade. Um território de experimentação.

Nesses 10 dias, levantamos as barracas tomados de uma indignação que não podia caber na Rio + 20 ou na Cúpula dos Povos.

Ativistas da Ocupa Rio, Ocupa Sampa, Ocupa BH, Ocupa Salvador, Ocupa Porto Alegre, Ocupa Belém, punks, poetas de rua, hippies, índios, ciganos e outros grupos acamparam ao lado da Praça Paris, (http://goo.gl/maps/jU8N) entre o Aterro e o Passeio Público.

Como resultado imediato, pela primeira vez se estabeleceu a rede brasileira de Ocupas, que já está se animando para a próxima data-chave do movimento, o 15 de Outubro. Com um pico de 50 barracas, ocorreram assembléias, grupos de trabalho, debates, discussões, midialivrismo, rodas de música, poesia, café e outros mundos. Deitamos no papelão, fizemos cartazes e sites, desviamos eletricidade, comemos com as mãos, batemos lata, nos pintamos, nos devoramos e nos amamos, e marchamos, ficamos nus, queimamos coisas, queimamos as vaidades e nossos tigres de papel.

Com irresignação, mas sempre inventivos, participamos dos atos na Vila Autódromo e na Marcha dos Povos, além de interrompermos a via expressa do Aterro. Este protesto, — em homenagem à ocupante Marília, atropelada no segundo dia da acampada, — chegou a ser covardemente reprimido com a tropa de choque e o caveirão.

Numa irresolúvel forma de fazer política, a Ocupa dos Povos se fez ouvir. Afirmou a força e a continuidade do movimento Occupy em terras brasileiras. Ao choque de ordem das forças fascistas que desmandam nesta metrópole, a Ocupa dos Povos chocou monstros, subversivos da ordem posta, do bom tom, das identidades comezinhas, — subdesenvolveu-se maravilhosa e perigosa, — e forjou a verve de seu próprio meio ambiente, culturamente rico, saturado de relações sociais, de encontros os mais intensos e intensivos. Uma desorganização não-governamental, uma DONG. Índios da metrópole em meio à miséria e ao deserto de cúpulas, conferências, plenárias, chapas brancas, dos colonizadores e seus cães de capacete. Se o homem veio do deserto, a floresta o seguirá.

via http://www.ocupario.org





VEJA MAIS VÍDEOS EM: http://www.youtube.com/user/occupyrio

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Reflexões amistosas sobre a crise atual

Toni Negri
..."Para responder essa pergunta, é preciso ter presente que o capital não é um Moloch; o capital é uma “relação de força” entre quem comanda e quem resiste, entre quem explora e quem produz. 

A multidão não é simplesmente explorada: ela propõe no plano social a sua autonomia e a sua resistência. Sobre essa relação, determina-se a crise, quer dizer, o debilitamento e/ou a ruptura da relação capitalista. 

A crise atual deve-se à necessidade capitalista de impedir que a pressão sobre a renda rompa as relações de domínio, para manter a ordem, primeiro multiplicando sem limites a quantidade de dinheiro a gastar com o único propósito de manter contentes os proletários do conhecimento, depois (quando a situação piorar e a concorrência já seja insuportável) exigindo a restituição do que tenham conseguido, exigindo 'o pagamento da dívida' – sob a ameaça da miséria e da vergonha.",...


Leia as considerações de Toni Negri, na íntegra, em: Reflexões amistosas sobre a crise atual.

#OcupaDosPovos :: Pela união da lutas sociais e independência




Nota de repudio às manobras partidárias contra tradicionais e novos movimentos 
via Occupy Brazil

O povo fica de fora, é manipulado, marcado e enganado enquanto chefes de Estado de todo o mundo, a mando de seus verdadeiros patrões, as corporações e bancos, negociam no Rio Centro o preço das florestas e oceanos; calculando lucros possíveis com ganancia e agindo com mesquinhez na hora de fazer esforços para preservar a saúde da Biosfera e a dignidade humana.

Existe resistência, sim, em toda a Terra, em todo Brasil, na periferia das cidades, nas florestas e no campo. Estamos organizados em assembleias livres, centros acadêmicos ou em formas mais tradicionais como sindicatos e movimentos sociais. Pela internet, ao redor de fogueiras, nas ruas ou em barracões, mesmo separados e diversos, compartilhamos ideais e sonhos de um mundo mais justo, livre e digno para todos.

No entanto, por diversas vezes, a resistência à violência do Capitalismo desumano e ecocida no Brasil tem sido enganada por grupos político-partidários que servem aos interesses dos grandes magnatas do mundo, mas fazem média e mídia com suas antigas bases, enquanto engessam as lutas delas. Prova disso, ao lado de tantos absurdos presenciados na Cúpula dos Povos, foi a manobra feita hoje por grupos “de esquerda” que na verdade estão a serviço do governo e do Capital, que enganaram mais de 500 manifestantes, entre grupos autônomos e representações estudantis não-alinhadas ao governo na manhã do dia 20 de junho.

Conforme articulado amplamente entre diversos grupos e indivíduos que tem acompanhado os debates da Cúpula dos Povos e as manifestações dos últimos dias na Cidade do Rio de Janeiro, hoje foi a data marcada para uma grande marcha saindo da Vila Autódromo até o Rio Centro, sede da conferencia dos chefes de Estado. Estava combinado, articulado entre grupos, que ônibus transportariam manifestantes que estão acampados e alojados em diversos pontos da cidade, como UFRJ e Ocupa dos Povo (#OccupyRioPlus20). Havia sido solicitado que as pessoas interessadas em participar do ato passassem seus nomes às “autoridades”, de modo a poderem passar pelos diversos bloqueios montado na cidade pelo Exército, de modo a chegarem até o ponto de encontro marcado para o início dessa manifestação democrática e constitucional. Tudo isso foi feito, mesmo que não haja nenhuma instrução nesse sentido no artigo 5o da Constituição Federal que versa sobre nossos Direitos Civis.

Vila Autódromo é uma comunidade consolidada e legítima que, como tantas outras no Brasil, está ameaçada pelo interesse de mega-especuladores imobiliários e seus aliados políticos que pretendem desalojar a população para a construção de megaobras olímpicas de necessidade altamente questionáveis. Durante a Rio Mais 20, a comunidade foi escondida com tapumes para que os líderes mundiais não vejam a nossa realidade. Também por isso foi escolhida como ponto de partida para a grande marcha que reúne movimentos de resistência do campo, das cidades e da floresta.

No meio do caminho, a Tropa de Choque apareceu para impedir a manifestação. Mas o revoltante é que antes disso, pessoas que deveriam estar colaborando com o movimento articularam o “furo” de mais de 10 ônibus, para esvaziar o ato, facilitar o trabalho das forças de repressão e, principalmente, evitar o encontro dos diversos grupos de resistência. A estratégia não funcionou completamente, pois muitos dos enganados por articuladores da Cúpula dos Povos conseguiram, mesmo assim se deslocar e se juntar ao movimento.

O episódio não é exceção. Constatamos que nesse momento a luta social vem sido duramente sabotada. É necessário entrarmos numa nova fase histórica de resistência. Apoiamos os movimentos campesinos que lutam por reforma agrária, apoiamos a luta indígena, quilombola, estudantil, operária, a luta por moradia, respeito e dignidade nas periferias do país. Cada grupo ou comunidade, com autonomia, deve buscar horizontalidade e independência em relação a falsos aliados e/ou líderes que jogam nos dois lados.

Nenhum partido, nenhuma central, nenhuma figura personal pode arrogar a si mesmo como depositário da herança de resistência mas que na verdade agem jogando com os dois lados, com privilegio para as classes dominantes. Ninguém tem o direito de tentar manipular ou cooptar a resistência. Pois essa resistência não nasceu há três década, mas há quinhentos anos. É a luta de Zumbi, Chico Mendes, Ganga Zumba, Paulo Freire, Cacique Nísio.

O Brasil começa a acordar. É hora de nos livrarmos de todos os grilhões internos para seguirmos na luta, unidos, todos nós estudantes, indígenas, ciberativistas, trabalhadores rurais, nações indígenas, sem teto. É hora de não nos contentarmos com migalhas. Sabemos que o problema das carências a que muitos de nós humanos estamos submetidos é resultado de má distribuição e da ganancia de uma pequena parcela da população mundial, não de produção.

É hora de voltar combater o latifúndio, que só produz miséria e destruição ambiental. Hora demudar hábitos de consumo para não ser cúmplice da opressão de ninguém. É hora de salvar as matas, rios e aquífero do veneno e da motosserra. É hora de não baixar a cabeça pra ninguém, nem confiar em falsas promessas de nenhum político. É hora ocupar os espaços, nos organizarmos de novas formas e decidirmos por nós mesmos.

As lutas do campo, do Xingu, de Rio Dos Macacos, de Pinheirinho, Vila Autódromo, Santuário dos Pajés, das Universidades Federais e de todos os focos de resistência do Brasil são uma só: a luta dos 99% contra o 1% que tudo controla.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

'Nós hipotecamos o futuro', critica sociólogo polonês Zygmunt Bauman




Zygmunt Bauman avalia as crises e os protestos que se espalham por diversas capitais da Europa e do mundo. Entre causas e efeitos, ele sugere uma radical mudança de comportamento da sociedade como possível solução para o grave problema mundial.



pulso.DOC :: Belo Monte, Anúncio de uma Guerra - filme

Acorda, Brasil, não podemos ficar calados!!! 

25MIL VIRAM O FILME NO YOUTUBE EM MENOS DE 3 DIAS! 

'Emociante ver todos abraçando esse filme que é de todos brasileiros e representa muito mais do que Belo Monte. Estamos recebendo muitas mensagens de pessoas querendo ajudar, é difícil responder todas, mas estamos lendo uma a uma para responder e aproveitar ao máximo as contribuições que estão sendo oferecidas. Obrigado pela compreensão e vamos em frente! 

O filme é livre, divulguem como quiserem, onde quiserem, a idéia é ESPALHAR AO MÁXIMO DE TODAS FORMAS POSSÍVEIS!!!' 

via: https://www.facebook.com/BeloMonteOFilme

quarta-feira, 13 de junho de 2012

#OCUPAdosPOVOS :: #OccupyRioplus20





OCUPARIO vai receber todos os companheiros das ocupas do mundo que chegarem na cidade para manifestar junto durante a Cupola dos Povos e a RIo+20. 

Para atender a todos no melhor dos modos pedimos que informem data de chegada e número de visitantes enviando email para ocupario@gmail.com. Receberão as infos e os contatos direto com a OcupaRio. Nos vemos no OcupaRio!

OCUPARIO will welcome all people from occupy’s movements around the world in Rio de Janeiro to manifest together during people’s Summit and Rio+20. To help us best organize receive people, please inform date and numer of visitors to the address ocupario@gmail.com. You will receive infos about organization and local contacts. See you at OcupaRIO!

OCUPARIO invita tutte le occupazioni intorno al mondo a Rio de Janeiro, per manifestare insieme durante la Cupola dei Popoli e la Rio+20. Per otimizzare l’ccoglienza siete pregati di informare a ocupario@gmail.com il giorno di arrivo e il numero dei visitanti. Riceverete informazioni sull’organizzazione e i contatti locali. Vi aspettiamo a OcupaRIO!

OCUPARIO va a recibir a todos los compañer@s ocupas del mundo que llegarán a la ciudad para manifestarse en la Cumbre de los Pueblos y en Rio+20. Para atender a todos del mejor modo pedimos que informen la fecha de llegada y el número de visitantes enviando un e-mail a ocupario@gmail.com. Recibirán la información y los contactos directos con OcupaRio. Nos vemos en OCUPARIO!

OCUPARIO veut recevoir tous les compagnons provenant d’occupations de tout le monde qui viendront à Rio pour prendre part au “Sommet des Peuples” et à Rio+20. Pour qu’on puisse bien vous recevoir on vous en prie de nous informer la date d’arrivée et le nombre de personnes en écrivant a: ocupario@gmail.com. Vous rencontrerez des infos et contacts directement de OcupaRio. On se voit à OcupaRio!



Reunião geral segunda 11/06 – Ocupa dos Povos – Deliberações

Na reunião desta segunda, 11/06, contamos com um grupo bem maior de pessoas, inclusive companheiros de outros ocupas brasileiros e occupy´s internacionais. [Bem-vind@s tod@s!] Tentamos deixar todos a par do que vinha sendo feito nas reuniões anteriores e definir juntos os próximos passos. Tivemos muito dissenso, especialmente relacionado ao GT Infra que divergiu sobre anunciar hoje o local da ocupação ou aguardar o dia desta para fazê-lo, como vinha sendo consenso em reuniões anteriores. Decidimos por manter a segunda opção, por medidas de segurança. Os GTs se reuniram separadamente (Sinergia, Comunicação, Intervenção e Welcome – este último criado hoje na praça para melhorar a comunicação com os companheiros que estão chegando de fora do país) e depois voltamos para a assembleia coletiva e cada GT fez um breve resumo, que tento transpor abaixo (ata copyleft – gentileza complementar):

GT SINERGIA
Está organizando a lista de companheiros do Rio que possam receber companheiros de fora em suas casas. Há muitas pessoas chegando e isso é muito importante e urgente. Por gentileza, todos que puderem contribuir com essa questão, entrar em contato com o GT no link do facebook e/ou aqui na lista Ocupa dos Povos e/ou no email: ocupario@gmail.com.

GT INTERVENÇÃO
> Fará a intervenção que dará início à ocupação. Ela acontecerá dia 14 de junho, 18h30, e terá como PONTO DE ENCONTRO a Praça Paris (mapa aqui), onde nos encontraremos e seguiremos juntos para o local da ocupação. IMPORTANTE LEVAR PARA A INTERVENÇÃO: capa de chuva amarela, lanterna, pisca-´pisca, apitos, latas e, claro, BARRACA! Há um evento da intervenção no facebook.

GTCOM
> Precisa de pessoas disponíveis para compor equipes que atuarão por turnos – tanto na acampada, como nas ações pela cidade e dentro da cúpula dos povos. Também precisamos de conexão 3G para viabilizar o máximo de streamming. Temos modems que precisarão ser ativados (o que envolve grana, disseram R$ 200). Se alguém tiver conexão móvel ou souber maneiras interessantes de disponibilizar, fale com a gente. Temos 3 tendas gazebo para a acampada, 1 projetor, a sementeira (que precisa ter gente cuidando ao longo de toda a ocupação), e estamos registrando os equipamentos que as pessoas já trarão ou podem trazer para o Ocupa: filmadoras, computadores, celulares etc. Alimentaremos os canais principais (site ocupario.org / twiiter @ocuppyrio / Fanpage / Grupo de Discussão / GTs), incentivando que cada atuante no globo repasse às informações aos grupos de interesse.

Encerramos a assembleia com os informes dos GTs e marcando NOSSO PRÓXIMO E DEFINITIVO ENCONTRO PARA A PRÓXIMA QUINTA-FEIRA, DIA 14/06/12, 18H30, NA PRAÇA PARIS. LEVEM SUAS BARRACAS (e tudo o mais!).

OcupaRio (G.A.) Reunion 06/11, deliberations

On monday (06/11) meeting was present a good number of people, inclusive from other occupies from Brasil and around the world [Wellcome to everybody!!]
We related what has gone on in past reunions and activities and defined together next moves.

As a security measure we decided, after a good discussion, that the final camping place we’ll not be revealed till the day of the action and what is going to be divulgated are only meeting points were to concentrate.

After this the working groups (GT) had separated conversations, and then we reunited again for the GTs could report to everybody

GT SINERGIA
(sinergy, created to give logistic and other kind of help to ar friends coming from all over the world):
is organizing a list of people which can give hospitality in their houses, which is quite urget to realixe, given the big number o people is goin go show up in Rio. Please, everybody who is willing to help make contact with the GT via facebook and/or our mailing lists, or by writing to ocupario@gmail.com

GT INTERVENÇÃO (Intervention)
This group is responsable to actuate in the beginning of occupy actions. Has been decided that our occupation will happen on the 14th, the meeting point will be in Praça Paris at 18.30 (look on google map for directions – Praça Paris RIo de janeiro) and from there wi’ll move all together for the final occupation spot. Who can is kindly request to bring a yellow rain cup, flashlights, whistles, something to bit on and make a lot of noise, and naturallu, CAMPING TENTS!! A FB event will be organizes later on, and informed via mail list.

GT COMUNICAÇÃO (communications)
This working group needs people to cover all is activities. A turnation will regulate participation to cover the camp activities and other happenings and actions around the city. We got some equipment, but still need many things (as internet connection for the streaming, for example). Who is going to bring and use video/audio equipment, is kindly request to contact the group to coordinate cover of all activities (FB or mail). The group will be responsable for the main communication channels of OcupaRio (site ocupario.org / twiiter @ocuppyrio / Fanpage / Discussion groups on FB / GTs), and will be stimulating people all around the globe to make informations circulate.

The reunion ended with the decision that next meeting will be directly on Wednesday 06/14/12, 18h30, in PRAÇA PARIS, for the beginning of actions.


quinta-feira, 7 de junho de 2012

A Tragédia Grega



Será que o povo não vê que se continuar como está, como vai, não vai!?! Em 20 anos podemos estar como a Grécia, que chegou ao extremo de ter um partido de extrema direita, nazista, com representantes eleitos.

A democracia representativa é financiada por bancos, pelo império da mídia, pelas grandes corporações e as mesmas não se preocupam realmente com um desenvolvimento sustentável, querem apenas atrelar suas marcas a um selo verde para lucrar e mais nada. Forma-se assim uma sociedade ilusória.

Mostram um mundinho açucarado que não existe, ao passo que saqueiam a riqueza comum, que é de todos por direito, manipulando a propositadamente frágil e pouco esclarecida opinião pública. Eles sabem que quem manda não são eles e sim o povo, por isso usam das mais diversas e obscuras estratégias para distrair, dominar e manipular as massas.

Sinceramente espero que as pessoas se liguem no movimento e comecem a se interessar por política e pelo destino da nação, do mundo, para não chegarmos ao ponto que chegou a Grécia, com o povo ateando fogo nas ruas. Acorda Brasil!

Que as pessoas acordem antes que a extrema direita, extremamente careta e impregnada com o ranço da burguesia neoliberal, espumante e ensandecida, dê poder a um partido nazista e vejamos cenas absurdas como esta que foi transmitida ao vivo pela TV grega.


Diário da Liberdade: 'Durante um programa televisivo exibido ao vivo, Ilias Kasidiaris, deputado do fascista 'Amanhecer Dourado', lançou um copo de água sobre umha deputada do Syriza e esbofeteu, por três vezes, uma deputada do Partido Comunista.

Enquanto debatiam sobre a convocatória de novas eleições para 17 de junho na Grécia, num programa da televisão privada desse país, o deputado fascista Ilias Kasidiaris, cujo partido experimentou um expetacular aumento nas últimas eleições, atingindo os 6,9% dos votos, atacou primeiro verbal e depois fisicamente duas deputadas, com as quais mantinha uma discussão política.

Apesar de as imagens serem eloqüentes, o dirigente nazi e ex-militar acusou posteriormente o canal televisivo de "manipular as imagens", emaçando-o polas conseqüências que o incidente poderá ter.

Um mandado de prisão foi expedido contra o agressor, cujo partido está a divulgando impunimente um programa e uma postura abertamente nazista, incluindo perseguiçõess contra imigrantes e homossexuais, assim como ameaças contra comunistas.

Neste caso, o agressor é um militar grego que integrou as forças especiais do país. É de setores especialmente reacionários do exército, ligados à ditadura dos generais, que se nutre o partido "Amanhecer Dourado", que aspira a manter umha importante presença no Parlamento depois das eleições de 17 de junho.'

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...