quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Croácia libera maconha para fins medicinais




A Croácia é o mais novo país a legalizar o uso de maconha para fins medicinais para pacientes que sofrem de doenças como câncer, esclerose múltipla ou Aids. A planta não é usada contra as doenças em si, mas para aliviar dores e efeitos colaterais de medicamentos utilizados no combate das doenças.

A legalização passou a valer nesta quinta-feira, mas até o momento nenhum remédio contendo elementos da planta estavam registrados no país, mas oito empresas farmacêuticas devem ser registradas para a manipulação dos elementos. Os pacientes estão liberados para receber até 750 miligramas de Tetraidrocanabinol (THC) por mês.

A nova lei, no entanto, não afeta os demais usos da substância. O plantio e cultivo doméstico da planta, por exemplo, permanecem ilegais.

O país, que é o mais jovem membro da União Europeia, contou com meses de debates e campanhas educativas até que a legalização se tornasse possível.

Fonte: Brasilpost

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Quanto tempo temos no caso de uma grande Tempestade Solar?

A humanidade terá apenas 12 horas para se preparar se uma tempestade solar de grandes proporções for detectada a caminho da Terra, aponta um documento do governo britânico revelado em 31/07/2015.




As tempestades solares, também chamadas de geomagnéticas, não são incomuns, mas geralmente ocorrem com intensidade mais branda.

“A atividade solar pode produzir radiação, partículas de energia e ejeção de massa coronal do plasma. Se tal atividade é direcionada para a Terra, potencialmente causará impacto em larga escala. Isso inclui apagões, interferências na aviação, perda da comunicação e distúrbios nos sistemas de satélite”, aponta o documento.

O que mais preocupa os cientistas é a “ejeção de massa coronal”, um termo que define as erupções no sol. Geralmente elas não se afastam do astro. Porém, podem ser impulsionadas para longe (e na direção da Terra, por exemplo). Esse plasma tem elétrons e prótons e isso é o que causa a interferência no campo magnético de nosso planeta.

“De forma geral, quanto mais rápida a ejeção, maior seu impacto. A que acometeu o planeta durante o evento Carrington [uma grande tempestade solar em 1859], por exemplo, chegou à Terra em 18 horas. Isso nos leva a crer, com base em análises, que no pior cenário teremos 12 horas desde a detecção da ejeção até o impacto”, diz.

O documento aborda também pontos que são necessários para atenuar esses impactos e responder a eventos tão severos. Segundo o relatório, é preciso investir em infraestrutura de segurança, sistemas de alerta e em treinamentos de emergência.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Fazer sexo pela manhã :: Razão científica para praticar




Sexo  matinal libera oxitocina (o hormônio do amor),  que dá uma  sensação de bem-estar físico e emocional. Segundo a especialista, o hormônio conecta o casal e faz a mulher se sentir mais amada durante ao dia.



O  sexo pela manhã aumenta de um anticorpo que fortalece o sistema imunológico, protegendo-o de infecções. Outro ponto a favor do sexo matinal é o fato de o nível de testosterona dos homens ser muito mais alto após horas de sono, o que pode resultar em uma relação de mais prazer.


Abaixo, confira 13 ótimas razões para sexo saudável em qualquer hora.

1 - Sexo alivia as crises de enxaqueca;

2 -Sexo fortalece os ossos;

3 - Sexo combate a incontinência urinária;

4 - Sexo alivia as cólicas da TPM;

5 - Sexo melhora o aspecto da pele;

6 - Sexo melhora o sono;

7 - Sexo diminui o estresse;

8 - Sexo queima calorias;

9 - Sexo aumenta a imunidade do corpo;

10 - Sexo ajuda a envelhecer melhor;

11 - Sexo melhora a autoestima;

12 - Sexo fortalece a musculatura;

13 - Sexo melhora o humor.

Fonte: CATRACA LIVRE

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Teria a Grande Esfinge ligação com Atlântida?


Nova teoria liga mistério da Grande Esfinge à cidade perdida de Atlântida


Grandes enigmas surgiram em torno da Grande Esfinge de Gizé ao longo da história. Esse extraordinário monumento, de 20 metros de altura e 57 de comprimento, localizado na margem oeste do rio Nilo, não possui nenhuma inscrição que permita identificar seu construtor. 

Não se sabe também quantas pessoas trabalharam em sua edificação nem o tempo que elas levaram para isso, e, muito menos, a aparência que tinha seu rosto original e o motivo de ter perdido seu nariz. 

Uma teoria, que não foi proposta por arqueólogos nem por pesquisadores, mas por um vidente americano chamado Edgar Cayce, afirma que a criação da Grande Esfinge de Gizé remonta há 15 mil anos e está diretamente ligada à história de Atlântida. Uma das visões de Cayce lhe permitiu afirmar que, dentro da monumental escultura, existe uma biblioteca que contém informações valiosas sobre o continente perdido, o que aconteceu ali nos tempos da construção da Esfinge e os relatos sobre a destruição do continente. 

Apesar de essa teoria nunca ter sido provada, foram feitas descobertas que apontam em sua direção – por exemplo, a Estela do Inventário, uma lista dos monumentos de Gizé, encontrada em 1850. Uma das várias interpretações desse texto controverso permitiria deduzir que a Esfinge é muito mais antiga que Quéfren e Quéops, grandes faraós da quarta dinastia, contradizendo a versão proposta pela egiptologia oficial. 

Fonte: La Gran Época