domingo, 26 de fevereiro de 2012

Não seja ordinári@, seja revolucionári@!

Misture seus relacionamentos pessoais e sua política, saia pra tomar um café com alguém e converse sobre a causa.

Fale sobre o conluio entre governantes e corporações, explique como o patrimônio público e a riqueza comum estão sendo postos a leilão e usurpados pelos ricos e poderosos.

Não desperdice seu tempo apoiando um partido político público, inicie logo o seu próprio grupo ativista.

Promova ações inteligentes e pacíficas para mostrar às pessoas o que está errado e como é fácil fazer a coisa certa. Deixe claro os objetivos humanitários de liberdade, justiça social e o direito a consumir apenas aquilo que lhe provém, e não o que te empurram através de propagandas que usam seu emocional para lhe fazer comprar bens supérfluos.

Nós todos devemos alimentar-nos e aos nossos filhos, manter nosso emprego, mas temos a obrigação de encontrar, a partir de dentro, formas para resistir à opressão corporativa. Trabalho não é escravidão moderna, todos temos direito a ter nosso negócio próprio, fortalecendo a economia popular ao invés de deixar mais ricos os que já estão muito ricos.

Muitos conservadores são mantidos no ignorantismo para o fato de que as corporações recebem trilhões das mãos de governos, torne-os conscientes. Mostre os fatos, fale sobre o lucro absurdo das grandes corporações e questione se isso é justo em um mundo onde ainda existe tanta miséria, desemprego e falta de perspectiva para as novas gerações. Estude, informe-se e coloque o capital em xeque.

Participe de protestos que atendam o interesse comum das pessoas. Em vez de perder seu tempo em discotecas industriais, que bombam musicas irracionais na mente de seus frequentadores, crie entretenimento com musicas que clarifiquem e despertem as pessoas ao invés de jogá-las em um mundo de fantasia utópica. Mostre que ser é muito mais importante e valioso que ter. Trabalhe com sagacidade para tornar o interesse público interesse do público.

Diga: "EU SOU A REVOLUÇÃO!", e ACREDITE, muit@s são iguais a você, não seja mais um ordinário, transforme-se e transforme, seja revolucionári@!

Notas:

- Significado de Ordinário: adj. Que se faz comumente; habitual, useiro, vulgar; comum. | Frequente; que ocorre a cada instante; que se vê muitas vezes. | Fig. Medíocre; que não ultrapassa o nível comum. | De qualidade média ou inferior. | Reles; sem caráter.

- Significado de Revolucionário: adj. Referente a revolução: período revolucionário. | Adj. e s.m. Que, ou aquele que provoca revoluções; favorável a transformações radicais; progressista, inovador.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...