quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Leis meramente eleitoreiras...

"Quanto mais corrupta é a República, maior é o número de leis" 


A frase acima é de Públio Tácito (55 - 120 d.C.), historiador romano. E falando em história, entre a primeira e a segunda guerra mundial surgiu a primeira lei de proteção aos animais, que proibia inclusive a manutenção de peixes em aquários pequenos. A lei foi aprovada 24 de novembro de 1933, na Alemanha. Em seu primeiro parágrafo, seção I, dizia: "É proibido torturar desnecessariamente um animal ou maltratá-lo sem preparativos. Tortura um animal aquele que provoca nele fortes dores ou sofrimentos duradouros ou repetitivos, desnecessário é a tortura quando ela não atende um motivo justo."

Uma bela iniciativa não acham? Pois é, mas sabem que a criou? Foi o maior criminoso de guerra da história, Adolf Hitler. Ele amava sua cadela blondi e seu cúplice, Hermann Göring, que não tinha nada mais urgente para fazer na época e redigiu um decreto contra a visseração em animais: "Para as pessoas alemãs, os animais não são apenas seres vivos no sentido orgânico, mas criaturas que possuem sentimentos próprios, que sentem dor, alegria, lealdade e dependência."

Hoje, 80 anos após, debate-se aqui no Brasil a mesma coisa. Penso que os animais simplesmente não podem ser substituídos por seres humanos em testes de laboratório. Como saberemos se um determinado produto é seguro ao consumo humano sem executar tais testes? Dizem alguns que é cruel e injustificável usar cobaias em experimentos com novos cosméticos, pois aí cabe a pergunta: essas mesmas pessoas abririam mão de usar os produtos dessa indústria? Ao que parece o debate sobre a proibição do uso de animais em testes de laboratório torna-se meramente eleitoreiro. Estão se aproveitando do amor, nutrido pelo ser humano para com seu animal de estimação, para angariar voto. Enquanto isso homofonia continua não sendo criminalizada e seres humanos sofrem agressão apenas por conta de opção sexual.

Leis, leis e mais leis... todo dia aparece um novo projeto, cada dia é aprovada uma nova. Como se todo cidadão e cidadã fosse louco, irresponsável, criminoso. Pessoas abordadas pela polícia, paradas em blitz como se repressão fosse normal. Ao passo que o monstro da burocracia é alimentado com milhares e milhares de novos cargos públicos, criados a cada dia. A fome da burocracia só pode ser aplacada com o dinheiro da população, através de impostos, taxas, multas, muitas pra fazer cumprir a lei, outras para fazer novas leis. E quase todo dia lemos sobre lei que é criada mas "não pega". Pois é! Existe lei que não pega.

Talvez seja hora de se refletir a respeito da equidade, da efetividade do sistema jurídico-legal brasileiro. São tantas normas de caráter abstrato, genérico, de observância obrigatória e até inconstitucionais, mesmo assim reconhecidas... Estima-se que no Brasil existe dez milhões de Leis! Entre normas de caráter cogente, incluídas nesta estimativa, de todo os nível hierárquico normativo; da Constituição Federal às Normas Infraconstitucionais Federais, Constituições Estaduais, Normas Legais Estaduais, Decretos, Regulamentos, Portarias, Instruções e Pareceres Normativos, Ordens de Serviço e etc, etc e etc... É um sem-fim de lei, norma, decreto, portaria, regulamento e por aí vai... Parece até impossível manter um número atualizado das normas legais, já que todo dia novas leis, de todos os níveis; Federal, Estadual e Municipal.

E, ainda, quanto as leis de proteção animal, é simples, se você tem ou vai ter bicho de estimação, tenha porque gosta dele, se não é melhor nem ter. Criar um bicho de estimação, em casa, é quase como ter filho. O amor, a consciência, é mais forte que qualquer lei. 

O cidadão e a cidadã  tem que ter consciência, boa formação, cultura, pois é assim que se constrói uma sociedade que se respeita e que respeita ao próximo. Tem político; seja homem, mulher, representante daquela ou dessa minoria, que cria lei sem realmente se importar nem com a vida humana, muito menos com a vida animal. Há na política elementos, os quais o objetivo é apenas sensibilizar as pessoas que gostam, verdadeiramente, de animais, que fazem parte de minorias, e assim conquistá-las. Jamais se esqueça de Hitler, e Göring, antes de votar ou apoiar a criação de novas leis, a história sempre se repete.

Relatório da ONU diz que camada de Ozônio, protetora da Terra, está se recuperando

Relatório das Nações Unidas apresenta melhores índices em 35 anos.
Gases estufa ajudam na recomposição, mas ampliam aquecimento global.

do G1
Imagem cedida pela NASA mostra comparações da camada de ozônio em 17 de setembro de 1979, 7 de outubro de 1989, 9 de outubro de 2006 e 1 de outubro de 2010 (Foto: AP Photo/NASA)


A frágil camada de ozônio que protege a Terra está começando a se recuperar, principalmente por causa da progressiva eliminação, desde a década de 80, de alguns elementos químicos de latas de refrigerantes e aerossol, informou um painel científico das Nações Unidas em uma rara notícia positiva sobre a saúde do planeta.

Cientistas disseram que o crescimento demonstra que a união mundial pode neutralizar o desenvolvimento de uma crise ecológica.

Pela primeira vez em 35 anos, cientistas foram capazes de confirmar um aumento estatístico significativo e sustentado no ozônio estratosférico, que nos protege da radiação solar que causa câncer de pele, danos à agricultura e outros problemas.

De 2000 a 2013, os níveis de ozônio cresceram 4 por cento em latitudes norte a cerca de 30 milhas (48 kms) de altura, disse o cientista da Nasa, Paul A. Newman. Ele é um dos autores de uma avaliação do ozônio feita a cada quatro anos por 300 cientistas, divulgada pelas Nações Unidas.

“É uma vitória para a diplomacia e a ciência o fato de que fomos capazes de trabalharmos juntos”, disse o químico Mario Molina. Em 1974, Molina e F. Sherwood Rowland foram autores de um estudo científico que previa o esgotamento do ozônio. Eles ganharam o Prêmio Nobel em 1995 pelo trabalho.

A camada de ozônio vinha se tornando cada vez mais fina desde o final dos anos 70. Clorofluorcarbonos produzidos pelo homem, chamados de CFCs, emitiam cloro e bromo, que destruíam as moléculas de ozônio suspensas no ar. Após um alerta de cientistas, países ao redor do mundo concordaram com um tratado em 1987 para eliminar progressivamente os CFCs. Os níveis desses elementos em alturas de 30 a 50 milhas estão diminuindo.

As Nações Unidas estimaram em um relatório anterior que, sem o pacto, em 2030, dois milhões de casos extras de câncer de pele seriam registrados por ano no mundo.

Paradoxalmente, gases de efeito estuda, que retém o calor – considerados a maior causa do aquecimento global – também estão ajudando a reconstituir a camada de ozônio, disse Newman. O relatório diz que a ampliação do nível de dióxido de carbono e outros gases esfria a estratosfera superior, e o ar mais frio aumenta a quantidade de ozônio.

E, em outra tendência preocupante, os elementos químicos que substituíram os CFCs contribuem para o aquecimento global e estão aumentando, disse a cientista estudiosa de atmosfera do MIT, Susan Solomon. No momento, eles não representam grande ameaça, mas é esperado que aumentem dramaticamente até 2050 e façam “uma enorme contribuição” para o aquecimento global.

A camada de ozônio ainda está longe de ser recuperada. Elementos químicos devoradores de ozônio e de longa duração que ainda permanecem na atmosfera criam anualmente um buraco no extremo do Hemisfério Sul, e o buraco não foi fechado. Além disso, a camada de ozônio ainda está cerca de 6 por cento mais final do que na década de 80, segundo cálculos de Newman.

Os níveis de ozônio estão “em ascensão, mas ainda não chegaram lá”, disse ele.

Paul Wapner, professor de políticas ambientais globais na American University, disse que as descobertas são “boas notícias em um cenário geralmente sombrio” e enviam uma mensagem de esperança aos líderes mundiais que irão se encontrar no final deste mês em Nova York para um encontro das Nações Unidas sobre clima.

“O precedente é realmente importante porque a sociedade está encarando outro sério problema ambiental mundial, as alterações climáticas”, disse Molina, professor em San Diego e na Cidade do México. O cientista de 71 anos disse que achou que não viveria para ver o dia em que a camada de ozônio estaria se recompondo.

No início desta semana, a ONU anunciou que os níveis atmosféricos do principal gás de efeito estufa, o dióxido de carbono, bateram outro recorde em 2013. O aumento em relação a 2012 foi o maior salto em três décadas.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Isto É LIBERDADE DE IMPRENSA, ou não?


Segundo notícia publicado no jornal “O Globo”, em sua edição para Internet, a justiça do Ceará, durante o final de semana, proibiu a circulação da revista “Istoé“, por relacionar Cid Gomes ao caso Petrobras. Segundo a publicação, o Governador cearense teve seu nome citado pelo ex-diretor da Petrobrás, Paulo Roberto Costa.

A editora da revista deve impedir a circulação do exemplar desta semana, e recolher das bancas caso já tenha sido distribuída. Se a ordem judicial; expedida pela justiça do Ceará e assinada pela juíza Maria Marleide Maciel Queiroz, for descumprida, a editora responsável pela “Istoé”, será multada em 5 milhões de reais.

Parece que voltamos aos anos de chumbo, quando a censura tesourava jornais e revistas, impedia a circulação de diários e periódicos, fechava as portas de editoras e gráficas. Ao meu leigo ver isto é censura, entretanto página eletrônica, “Consultor Jurídico”, conjur.com.br, diz que: “Quem defende o poder do Judiciário de retirar informações de circulação diz que não se trata de censura.”

É certo que não há qualquer impedimento prévio à circulação da revista “Istoé”, entretanto é fato que sim, a edição da publicação semanal está sofrendo, sim, censura. Afinal a liberdade de imprensa está sofrendo grave limitação.

A Lei nº 2.083, de 12 de novembro de 1953, da Liberdade de Imprensa, determina, em seu capítulo 3º, o direito de resposta. Então se o Governador Cid Gomes sentiu-se difamado, poderia entrar com ação judicial para assegurar seu direito à devida retificação.

Também, de acordo com o site Consultor Jurídico, a juíza escreveu na liminar concedida ao Govenador do Ceará que: “O autor encontra-se na iminência do perigo de ver o seu nome envolvido em uma situação cuja futura ação apreciada pelo Poder Judiciário, ante ser notório que os fatos ainda estão em fase de investigação tramitando em segredo de Justiça”.

Isto, embora, a mesma página eletrônica, diga ainda que: “A decisão segue no sentido contrário do que já foi afirmado pelo Supremo Tribunal Federal, de que o segredo de Justiça não alcança a imprensa, que deve ter acesso a informações por dever de ofício. O entendimento foi firmado no julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 130, que discutiu a constitucionalidade da hoje cassada Lei de Imprensa, e reafirmado pelo ministro Celso de Mello, decano do STF, em caso semelhante, envolvendo a ConJur.” Fato é que a censura já foi feita e a matéria foi retirada, inclusive, do site da revista.

Segundo o dicionário Aurélio, censura, em sua forma literal é: 1. Ato ou efeito de censurar. 2. Cargo ou dignidade de censor. 3. Exame crítico de obras literárias ou artísticas; crítica. 4. Exame de qualquer texto de caráter artístico ou informativo, feito por censor a fim de autorizar sua publicação, exibição ou divulgação. 5. P. ext. Corporação encarregada do exame de obras submetidas à censura.6. Condenação, reprovação, crítica. 7. V. repreensão (1). 8. Rel. Condenação eclesiástica de certas obras. [Aurélio Buarque de Holanda Ferreira. Novo Dicionário da Língua Portuguesa, 2ª ed., ver e aum., RJ, Nova Fronteira, 1986, p. 380]


Se a juíza da 3ª Vara de Família de Fortaleza; que esteva de plantão no fim de semana dos dias 13 e 14 de setembro, foi sorteada para cuidar do caso e concordou com o pedido de Cid Gomes, proibindo a revista de circular. A justiça, mais uma vez; ao meu modo de ver. Sou leigo, talvez por isto talvez até míope, dentro da esfera jurídica, me parece censura sim. Afinal a justiça, no bom português, criticou, condenou e acabou por exercer censura sobre a editora Três Editorial, responsável pela publicação da “IstoÉ”.

RSSJr

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Feminismo radical... Você precisa mesmo ser assim?

A incrível geração das mulheres chatas


Não faz nem um mês eu disse aqui que a melhor desculpa de uma mulher que está sozinha é que não tem homem no mercado. É muito boa. Mas tem uma que disputa à faca o primeiro lugar: estou sozinha porque os homens têm medo de mulheres independentes.

Uma ova.

E posso afirmar: a cada minuto que você reclama, tem outra mulher também independente e bem sucedida – mas muito mais esperta do que você – sendo bem sucedida na dança do acasalamento. 

E você aí, sozinha no bar com as suas amigas independentes, com suas bolsas caras, indo dormir sozinhas, reclamando da morte da bezerra e dos homens. Aqueles ingratos… 


sábado, 13 de setembro de 2014

Ouçam apenas... UM presente para NÓS!

McCartney, Deep e os bluseiros das antigas...

Um presentaço do ex-Beatle Paul McCartney para toda humanidade, uma super jam session de Blues da mais alta qualidade...


"O fim se aproxima. E chegará quando você não estiver olhando.

'A síntese foi feita como que por acaso, no delta do rio Mississipi. A escravidão da lei já não existia, restava a escravidão da alma para os velhos negros e seus descendentes nas periferias da sociedade de consumo dos Estados Unidos do pós-II-guerra.

Esse foi o caldeirão de cultura que gestou o blues, traduzindo lágrimas em acordes brutos de cordas empoeiradas em surrados violões.

É aí que estão as raízes da maior força contra-cultural do século XX, o rock n’ roll, transformando rebeldia e ousadia em inspiração e estilo de vida para os jovens de classe média, ou pelo menos uma parte a resistir aos comandos e desmandos do sistema capitalista sem questionar.

Pois nesse começo de semana o mundo te oforece a oportunidade de mergulhar de cabeça e curtir 29 minutos dessa história.

Paul McCartney publicou no youtube o out-take das gravações do seu novo vidoclipe, Early Days. São cenas de uma jam com grandes bluesmen como Roy Gaines, Al Williams, Dale Atkins, Henree Harris, Motown Maurice e Lil Poochie, além do ator Johnny Depp...'

I happened to ring Johnny Depp… I said, ‘Come along and we’ll sit around and jam with these blues guys.’ He said, ‘Yeah, OK, count me in, man.’ I knew it was an offer he couldn’t refuse.” 
~Paul McCartney




Curta também Early Days, do disco New de Paul. O clipe foi patrocinado pela Mircosoft:

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

5 Frases importantes de Renato Russo :: Legião Urbana

"Eu não mudo por ninguém, mas melhoro por quem merece."



"Quero ter alguém com quem conversar, alguém que depois não use o que eu disse contra mim."



"Confie em si mesmo, quem acredita sempre alcança."




"Nas favelas, no Senado, sujeira pra todo lado, ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação. "



"Esquece esse lance de mudar por alguém. As pessoas que gostarem do seu jeito se aproximarão, e as que não gostarem se afastarão, é simples."





quinta-feira, 11 de setembro de 2014

O fim está próximo?

CIÊNCIA CONFIRMA: FIM DO MUNDO SERÁ ENTRE HOJE E 80 ANOS – VOCÊ ESTÁ PREPARADO? Postado em 09/09/2014, por Daniel Kaltenbach



Ao longo da história, inúmeras civilizações já previram o fim do mundo. Atualmente, existem duas versões mais comuns: o planeta destruído por bombas nucleares ou atingido por meteoros. Há ainda quem defenda maremotos, vulcões, falta de água e graves alterações do clima como resposta à gratuita e impensada violência humana contra a natureza.

Em muitos países, em especial nos Estados Unidos, há pessoas temerosas que construíram verdadeiros bunkers caseiros, revestidos de chumbo, capazes de conter radiações nucleares e com estoque de água e alimentos para suportar meses escondidos sob a terra, aguardando o fim dos efeitos nocivos de uma pós hecatombe.

Por erro de cálculo, ou por sorte, as datas anteriormente previstas para o Juízo Final não se confirmaram, de maneira que nós continuamos vivos.

Mas a verdade, é que não deveríamos nos preocupar com isto, pois o Fim do Mundo ocorrerá, COM CERTEZA, entre HOJE e 80 anos, de maneira muito mais simples: uma doença, um acidente, velhice…. morreremos sozinhos, a qualquer instante, por um motivo extremamente besta, que nem havíamos imaginado.

E que diferença faz se o mundo acabará para TODOS de uma só vez ou apenas para VOCÊ em determinado dia? Se a conclusão final é exatamente a mesma: você estará morto, sem ter para quem contar a história?

Resta então a pergunta: porque ficamos tão impressionados ao falarmos de uma catástrofe global mas nos esquecemos do fatal destino pessoal? Não deveríamos, da mesma maneira, estar focados em nos preparar para este momento íntimo? Perdoar o próximo? Viver melhor? Aproveitar a vida? Ou só faremos isso no dia em que passar na TV que um asteroide se aproxima inexoravelmente em direção a Terra?

Não podemos nos esquecer que a morte é um processo natural. “Começamos a morrer” desde o dia em que nascemos. E ela, é importantíssima para a nossa espiritualidade. Sim, pois apenas ela tem o poder de colocar nossas mentes em confronto com a VIDA e tem a força de realmente nos fazer pensar sobre o quê estamos fazendo aqui.

Infelizmente, evitamos pensar nisso. Muitas pessoas vão ainda mais longe: parecem sequer acreditar que um dia morrerão. Tocam a vida insensíveis, egoístas e egocêntricas, como se SEMPRE houvesse amanhã.

Mas o certo é que refletir na morte é um ato saudável. Deveríamos lembrar dela a cada instante de nossa existência neste planeta, pois a grandeza da morte tem o dom de nos reportar ao gigantismo da vida.  Com o fim do mundo próximo (para todos nós), por que acordarmos sem disposição nas manhãs de segunda-feira? Por que desperdiçarmos tanto tempo com futilidades? Por que não acreditar nos sonhos e desejos? Por que dar tanta importância aos pequenos aborrecimentos do dia a dia? Por que viver deprimido? A vida é uma benção e, não se preocupe, acabará já, já. Por isso, aproveite!

No final, a morte não existe para ser temida, muito menos esquecida, mas sim, para permitir o nosso crescimento íntimo e nos fazer lembrar da jóia mais preciosa do mundo: A ALEGRIA DE VIVER!!



sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Churchil e o senso de humor inglês

O Primeiro Ministro da Inglaterra Winston Churchill, além de experiente estadista, era conhecido pelo senso de humor e tiradas irônicas.

São dezenas de casos publicados em livros de curiosidades e na internet. No entanto, o ministro encontrou um páreo duro em Nancy Astor, uma influente política, celebrizada por ter sido a primeira mulher a ser eleita para a câmara dos comuns na Inglaterra e reconhecida como uma combativa defensora dos direitos das mulheres e das crianças.

Nancy não tinha papas na língua e travou duros debates com o primeiro ministro Inglês .Na verdade, os dois se detestavam. O livro “A maldição dos Kennedy” de Edward Klein, conta um episódio em que, certa vez, Churchill querendo chocar os convidados em uma festa, provocou:

- Quantos dedos há nos pés do porco?

Nancy retrucou prontamente:

- Tire os seus sapatos e conte.

Em outro evento o primeiro ministro levou a melhor. Indignada com um discurso de Churchill no parlamento, a senhora Astor disparou:

- Winston, se você fosse meu marido, eu poria veneno no seu café!

Churchill foi rápido:

- Senhora, se eu fosse seu marido, tomaria o café!

Churchil faleceu em  Londres, no dia 25 de janeiro de 1965, aos 90 anos de idade. Nancy morreu no dia 2 de Maio de 1964, aos oitenta e cinco anos de idade, no castelo de Grimsthorpe, em Lincolnshire.

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Acredite, se quiser, mas antes se ligue nos fatos

Mentiras que você acreditou a vida toda e a ciência prova o contrário


Nesse artigo reunimos alguns mitos ou falsas informações que muitos de nós aprendemos errado, e podemos passar a vida toda julgando ser verdade. como por exemplo você sabia que nem todos os dias possuem 24 horas? Ou que o Monte Everest não é a montanha mais alta do mundo ou que o Deserto do Saara não é o maior deserto do mundo? Leia o artigo e descubra mais assim você pode mandar para aquela pessoa que você conhece que insiste em acreditar nessas coisas.

É verdade que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar?

Isso é uma das mentiras que ouvimos frequentemente, embora a chance de que isso ocorra seja ínfima, é perfeitamente possível que isso aconteça. De acordo com o professor de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Sílvio Dahmen, tudo se resume à probabilidade. Como há vários locais onde os raios podem atingir, e isso depende de condições atmosféricas ideais, é muito pouco provável que dois raios sejam vistos atingindo um mesmo local, ou seja é uma questão de sorte – ou azar.

Duvida? veja o vídeo:


O ser humano utiliza apenas 10% do seu cérebro?

O mito de que usamos apenas 10% do nossos cérebros não passa de uma lenda urbana, que afirma que só se utiliza um décimo da capacidade do cérebro, de modo que grande parte dele é inativa. Algumas versões ainda alegam que seriamos “deuses” se fôssemos capazes de usar todo o potencial de nossa massa cinzenta.

Há uma série de argumentos lógicos e estudos para refutar tal teoria como:

1. Se usássemos apenas 90% do nosso cérebro ao sofrermos danos nessas áreas inativas, não deveríamos sofrer danos em nossas funções cerebrais ou até mesmo perdê-las, em outras palavras, você poderia escapar praticamente ileso de um acidente vascular cerebral (comumente chamado de “derrame”).

2. Nosso cérebro custa caro para o restante do corpo quando o assunto é consumo de oxigênio e nutrientes, o que chega a consumir cerca de 20% da energia do organismo, em contraste com o fato que o cérebro representa apenas 2% do peso do corpo. Se o cérebro tivesse tantas áreas obsoletas como dizem a evolução já teria se encarregado de diminuir seu tamanho e aumentar sua eficiência.

3. Através de técnicas como tomografia e ressonância magnética, podemos observar que mesmo durante o sono todas as áreas do cérebro apresentam alguma atividade, exceto em casos de sérios danos.

O assunto é longo abordaremos mais isso num futuro artigo.

O dia tem 24 horas exatas?

Por causa do movimento de translação da Terra ao redor do Sol, a duração do chamado dia sideral é diferente do dia solar (aquele que conhecemos perfeitinho com 24 horas exatas).

Entre uma noite e outra a Terra percorre um trecho de sua órbita em torno do Sol. Um dia solar do ano é consequência do movimento de translação, em um ano, um dia solar se deve ao movimento de translação da Terra, em um dia solar, 0.273% dele se deverá ao movimento de translação. Considerando-se um dia solar de 24 horas, ou 1440 minutos, 3,94 minutos seriam consequência do movimento de translação e 23 horas, 56 minutos e 4 segundos consequência do movimento de rotação.

A cor vermelha irrita os touros?

Os touros são daltônico, ou seja não diferenciam cores primárias como o verde e o vermelho. Por conseguinte possuem dificuldade em enxergar as outras cores também como muitos outros mamíferos, logo a capa poderia ser até cor de rosa que eles não estariam nem ai.

O que realmente provoca a irritação do animal é o movimento do toureiro com a capa e não a cor dela. O movimento age como  uma provocação. Além do fato de que os touros utilizados nas touradas são de uma variedade extremamente agressiva e são criados para apresentarem esse comportamento. O ataque do touro, bem como a sua agressividade dependem da habilidade do toureiro em agitar a capa. Antigamente, o vermelho era importante para “esconder” o sangue por um eventual ferimento durante a tourada.

A água conduz a eletricidade?

A água não conduz a eletricidade e sim as impurezas contidas nela, por exemplo mineiras dissolvidos.

Desde que a água destilada seja purificada e não contenha quaisquer impurezas, ela é incapaz de conduzir eletricidade. As moléculas de água por conta própria não têm carga e como resultado eles não podem trocar elétrons. Sem a troca de elétrons, a eletricidade é incapaz de viajar através da água destilada.

Buracos negros consomem tudo que está por perto?

Os buracos negros, especificamente falando, não têm alcance gravitacional maior do que qualquer outra estrela da mesma massa. Desse modo, se o nosso Sol, de repente se tornasse um buraco negro da mesma massa, o resto dos objetos, incluindo a Terra, não seria afetado gravitacionalmente. A Terra permaneceria em sua órbita atual, assim como o resto dos planetas. (É claro que outras coisas seriam afetadas, como a quantidade de luz e calor que a Terra recebe, ou seja nós ainda estaríamos em apuros, mas não seriamos sugados para dentro do buraco negro.)

Existe uma região de espaço em torno do buraco negro de onde a luz não pode escapar, daí que provém o nome buraco negro. O limite desta região é conhecida como o horizonte de eventos, e é definido como o ponto em que a velocidade de escape a partir do campo gravitacional é igual à velocidade da luz. O horizonte de eventos, é calculado de acordo com a fórmula do Raio de Schwarzschild.

Ler no escuro prejudica a visão?

De acordo com o oftalmologista do Hospital Universitário Clementino Fraga, ligado à Universidade do Rio de Janeiro (UFRJ),  Ricardo Lamy, não existe nenhum estudo científico que comprove que ler num ambiente pouco iluminado danifique a visão.

De acordo com Lamy, “o que prejudica é o fato que o esforço para a leitura será maior, ocasionando uma contração dos músculos dos olhos que pode terminar em uma dor de cabeça”.

No entanto, Lamy afirma que ler em um local mais iluminado possibilita ao indivíduo enxergar as coisas com um melhor contraste, facilitando a leitura. “A iluminação ideal é aquela que vem por trás da cabeça, não deixar a luz exatamente em cima ou chegando pela frente”, avisa.

O deserto do Saara é o maior deserto do mundo?

Ao contrário do que acreditamos ou o que imaginamos, a definição de um deserto segundo meu velho amigo Dicionário Aurélio é:

"Região que recebe anualmente precipitação de água inferior a 250mm, ou, então em que a precipitação é maior, porém distribuída de forma heterogênea, do que resultam pobreza de vegetação e fraca densidade populacional"

Em outras palavras um lugar seco e inóspito à vida, sendo assim podemos considerar a Antártida o maior deserto do mundo já que ela se encaixa perfeitamente nisso não acham?

A centopeia tem realmente 100 patas?

Embora o nome seja muito sugestivo e quase lógico, as centopeias não possuem 100 pés. Não há um número exato de patas definido para esses insetos rastejantes. O número de pés pode variar entre 15 e 191 pares, dependendo de cada espécie e tamanho. 

O Monte Everest é a maior montanha do mundo?

Embora o Everest seja alto, e, tenha a maior proeminência acima do nível do mar, o título de pico mais elevado do mundo vai para o vulcão Mauna Kea, no Havaí, com quase 2 mil metros a mais que o Everest.

O Mauna Kea é a montanha mais alta do mundo se levarmos em consideração a medição desde a base até ao pico – tem 10 203 metros a partir do fundo do oceano Pacífico (5998 metros abaixo da superfície, e 4205 metros acima).

Frio faz você ficar resfriado?

Não existem evidências de que exista associação entre se expor a baixas temperaturas ou choque térmico, e contrair um resfriado. Em um dos mais famosos estudos a respeito, realizado na Escola de Medicina da Universidade Baylor, nos Estados Unidos, em 1968, os voluntários foram expostos ao vírus do resfriado comum e posteriormente foram colocados em ambientes gelados ou quentes. Todos ficaram doentes e a temperatura não interferiu. Apesar das pessoas contraírem mais resfriado no inverno, isso se deve ao fato que elas geralmente ficam mais tempo em lugares fechados o que facilita a proliferação do vírus. Em analogia podemos citar o vírus da dengue. Ele ataca com toda força no verão, e ninguém vem falar que é o calor é que provoca a doença.

Fonte / leia mais em: https://cienciasetecnologia.com/mentiras-que-voce-acreditou-vida-toda-e-ciencia-prova-o-contrario/

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Hoverbike :: O drone que pode levar uma pessoa

Engenheiros do interior do Reino Unido estão desenvolvendo um drone que pode ser pilotado por uma pessoa. O protótipo, que conta com mais estabilidade e maior capacidade de manobras, foi inspirado nos helicópteros e pode chegar até 2.700 metros de altura. A equipe deve lançar primeiro o hoverbike como um veículo aéreo não tripulado, antes de garantir a certificação da aviação para o modelo tripulado.



via UOL